18 março 2014

Eu Li #35 * Morte na Flip - Paulo Levy (Autor na Imprensa)

Oi Gente!
Como vai indo a semana? Muito livros? Compartilhem comigo o que estão lendo, amo conhecer novas leituras ok? Estou lendo Onde Mora a coragem no momento, da Parceira Editora Arqueiro, estou bem no comecinho.
Bom, o livro que estarei resenhando hoje é um Nacional do gênero investigativo/policial/suspense, e é maravilhoso! O autor do livro é o Paulo Levy que é parceiro aqui do blog. Vamos conhecer mais um sucesso do nosso Brasil Literário?
"Mais uma aventura do delegado Joaquim Dornelas"
Edição: 1
Editora: Bússola
ISBN: 9788562969171
Ano: 2012
Páginas: 267
Sinopse:
Vai começar a Flip–Festa Literária Internacional de Palmyra, um dos eventos literários mais charmosos do mundo. Na décima edição da festa e com a cidade cheia, o delegado Joaquim Dornelas está dividido entre a alegria e a preocupação. Para ele, quanto mais gente e mais festa, maior a chance de confusão.
E é claro que o inesperado acontece, momentos antes do show de abertura: Dornelas se vê diante de uma cena que põe a si mesmo e a sua equipe, em estado de alerta. Um crime é cometido no início da madrugada. Pressionado pelo chefe e pela imprensa, nesta nova e saborosa aventura, Dornelas se vê envolvido numa complexa rede de fatos e intrigas que procuram desviar o rumo da investigação e confundir a polícia.
Embalado por sua amizade colorida com Dulce Neves, por doses de sua cachaça favorita, por seu empenho como pai à distância e por seu mingau de farinha láctea, o delegado Joaquim Dornelas mais uma vez usa de aguçada intuição e incrível faro policial para desvendar mais um complicado crime.

Meu Comentário:
A história se passa uma cidade fictícia, Palmyra, que é mais como uma Paraty e que inclusive no enredo está sediando um feira literária tal qual como a verdadeira cidadezinha histórica, litorânea e pitoresca do Rio de Janeiro começa da seguinte forma: O delegado Joaquim Dornelas, está saindo da delegacia depois de um dia de trabalho e ao caminhar rumo a sua casa ele se depara com a festa literária de Palmyra. Muitos turistas lotam a pacata cidade para prestigiar os autores e editoras que estarão na cidade naqueles dias de festa.
Pensativo ele para e contempla a cidade imaginando se a policia terá muito trabalho durante a feira. Como bom profissional e homem com faro para confusão Dornelas está alerta, porém nada pode fazer até aquilo que ele pressente, acontecer a delegacia de polícia civil a qual ele comanda ser ativada pela policia militar que cuida do patrulhamento. Então, só resta esperar.
E é durante a caminhada e uma pequena parada para observar o movimento que o delegado se depara com uma cena nada menos que suspeita: Uma pequena embarcação indo em direção ao mar alto levando  um homem ao leme e uma segunda pessoa debaixo de uma capota. Mas o que mais intrigou o delegado foi o fato de que uma tempestade daquelas estava se formando e ninguém sem juízo perfeito sairia para o alto mar naquelas circunstâncias. Encrenca a vista.
Sem ter nenhuma prova e sem poder mover uma palha, Dornelas deixa a delegacia de sobreaviso se algo acontecer. E acontece. Mais tarde, naquela mesma madrugada acontece um assassinato em uma das praias de Palmyra e são encontrados os corpos das mesmas pessoas que o Delegado viu... E é aí que começa a corrida para se investigar os crimes, seu(s) culpado(s), e motivações. E pra saber tudo isso em detalhes vocês vão ter que ler!
Algumas partes do livro são particularmente eletrizantes e empolgantes. Li o livro inteiro em apenas 1 dia. A leitura é leve apesar do gênero. O Paulo tem uma linguagem bem dinâmica e com a pitada de bom humor na medida certa, como por exemplo a afeição que o delegado Dornelas tem pelo bom "goró", que é o mingau de farinha láctea com o qual ele ama se alimentar.
Quando ouvi falar do autor, me interessei em ler sobre os livros dele. Pesquisei na internet e dela extraí várias resenhas positivas sobre os dois livros, ambos do gênero policial (que amo!). Foi então que resolvi entrar em contato com o autor que retornou prontamente e firmou parceria com o blog; Foi assim que pus as mãos(ávidas) no terceiro livro do gênero aqui do blog!
Nesse livro tem de tudo, suspense, romance, relacionamento familiar, literatura, medicina legal, comédia... Enfim, é mais um livro muito bom para ser agregado a nossa rica literatura nacional!
O único ponto, que nem chega a ser negativo, é a conclusão do crime que acaba sendo muito rápida e concisa de certa forma acabou me deixando meio confusa. Mas no geral eu indico a leitura sim, pois amo leitura policial e apoio a literatura nacional! Parabéns ao autor pela trama, personagens e trabalho geral do livro!
Divulgação Paulo Levy- Autor na Imprensa
Declaração dada ao portal Saraiva Conteúdo sobre o  personagem favorito do autor na literatura policial, o comissário Jules Maigret, de Georges Simenon. Assistam!
E aí? O que acharam dessa história? Já leram? E o que acharam?
Compartilhem aí!

2 comentários:

  1. Eu já vi muito este livro sendo indicado, mas ainda não tenho o meu exemplar, gosto desta capa toda enigmática e simples ao mesmo tempo, gostaria de ler...
    O layout do seu blog é lindíssimo viu, parabéns!!!

    Beijo, Van - Blog do Balaio
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/2014/03/nevoa-alice-von-amerling.html

    ResponderExcluir
  2. Olha, parece ser bacana o livro..
    Eu estou lendo Uma carta de amor do Nicholas Sparks. Sinceramente eu não estou esperando muito do livro não, parece que a cada obra do tio Sparks que leio eu me decepciono. :(

    Beijokas da Mylloka :*
    https://myllokasecret.blogspot.com

    ResponderExcluir

Olá!
Deixe aqui a sua opinião sobre a postagem e sobre o blog!
Peço que não usem de palavras obscenas.
Obrigada por comentar!Bom Pensamento!!!
Voltem Sempre*

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...