23 agosto 2012

Eu Li #21 * Jogando Xadrez com Anjos (Xadrez) - Fabiane Ribeiro

Oi Gente!
Que aí deu um pulinho na Bienal? Uma pena que não deu pra ir... Então! Hoje o "Eu Li" é sobre um livro que se tornou bem especial para mim. Participei do Book Tour de "Xadrez" que agora chama-se "Jogando Xadrez com os Anjos" . Mas vamos deixar de rodeios e vamos lá?
Fiquem a vontade!


"Seu coração está onde estão aqueles que você ama"

Sinopse: Inglaterra, 1947. A Europa encontra-se devastada pela Segunda Guerra Mundial, assim como o coração de Anny.
A garota de oito anos vê seu mundo desmoronar ao receber a notícia de que não poderá mais viver com os pais e terá que se mudar de casa levando pouco mais que seu tabuleiro de xadrez. Tudo parecia um pesadelo, até que surge Pepeu, um jovem misterioso que mudará para sempre a vida de Anny, levando-a a aprender sobre o mundo e a viver momentos emocionantes sem sair dos canteiros de seu pequeno jardim. Ao lado de anjos que são colocados em sua jornada, a doce menina aprende a enfrentar as dificuldades através de lições de abnegação, fé e amor verdadeiro.

Meu Comentário:

Participei do Book Tour do livro e pude ter o privilégio de me emocionar com essa história. Por mais que tentasse imaginar o que seria e o que eu sentiria no decorrer da história nada chegou perto do que realmente é.
O livro conta a história de Anny, uma garotinha inglesa que sempre viu sua vida passar em câmera lenta. Em plena Segunda Guerra Mundial foi criada praticamente sozinha, sendo cuidada por Melanie que era uma espécie de babá e via os seus pais apenas nos fins de semana. Ela nunca soube qual era o trabalho de seus pais, mas de orgulhava imensamente por ter pais como eles. Anny sentia o mais puro amor que uma criança pode sentir, e admirava sinceramente àqueles que eram as pessoas que ela mais amava na vida.
A mãe de Anny é uma mulher dura e que me pareceu não sentir m sentimento verdadeiro de mãe, Já o pai dela conquistou minha simpatia apesar dos pesares, e foi dele que ela recebeu o precioso jogo de Xadrez que se tornou o objeto mais importante da vida de Anny...
- Você promete que me leva à casa grande Pepeu? 
- Prometo. Você confia em mim? 
- Confio - disse Anny - e isso significa o mundo.  pg. 83 
Depois de alguns problemas e de ordens no trabalho que exerciam os pais da menina foram "obrigados" a deixar Anny aos cuidados de sua professora a Sra. Jane que dava aulas domiciliares a menina havia bastante tempo. Em troca disso, os pais dariam boas condições financeiras para que ela e o marido, Hermes cuidassem da filha e dessem tudo o que ela necessitasse. Porém não foi nada disso que aconteceu...
A Sra. Jane passa a maltratar Anny, privando-a de direitos e confortos básicos como: boa alimentação, sentar em um sofá, fazer as refeições junto a eles, além de obrigá-la fazer os serviços domésticos, dando apenas um pequeno quarto, uma cama e uma manta minúscula que com o passar do tempo tornou-se ainda mais desnecessária, afinal o frio era intenso e o cobertor muito pequeno.
Anny passa os seus dias, sozinha no quintal que ela resolve dar vida, cultivando um jardim. E nesse recanto daquele lugar que ele não poderia chamar de lar... Aquela casa que ficava tão próxima da sua amada "casa grande", mas que possuía um muro que a deixava tão longe do lugar onde ela sentia tantas saudades, nesse jardim criado em meio a tantas palavras duras e gestos hostis, Anny pôde conhecer a verdadeira amizade por meio de Pepeu, seu amigo e companheiro no jogo Xadrez.
Quando a gente arrisca, a gente perde a razão por uma fração de segundos, mas quando a gente não arrisca a gente perde a razão de existir. pg 239
A história de Pepeu é uma das histórias secundárias contadas no livro. O seu amor por uma bela jovem e o porquê da separação inesperada dos dois. O jovem será mais que um amigo para a menina, que vive tão solitária em seu pequeno e belo jardim.
Fatos tristes são contados e no decorrer do livro as emoções vão fluindo de forma fácil. Os personagens são bem construídos. Alguns deles conquistaram minha antipatia como: A mãe de Anny, e a Sra. Jane. Outros que com o passar das páginas ganharam os meus sorrisos foram: o Sr. Hermes e o pai de Anny Jefferson. O livro está repleto de personagens lindos, deu pra perceber como fiquei toda boba com a história não?
Ao ler "Jogando xadrez com os anjos" ou simplesmente "Xadrez" você irá entender o porquê do título, prefiro não falar muito sobre isso, senão spoilers rolaram...
O livro se tornou um dos meus favoritos e com louvor. A história de Anny é emocionante e a personalidade dela me lembrar de Pollyana, a menininha otimista e especial do livro de  Eleanor H. Porter e que me deixa estupefata com tamanha fé na vida e na força em meio a tantos obstáculos impostos pela vida.
Assim como aquela borboleta era Anny; Assim como aquela borboleta é a nossa alma - e ela sabia disso - Livre. pg. 386
Parabéns a Fabiane pela bela história que ela nos ofereceu. Muito sucesso é o que desejo do fundo do coração. Tenho um carinho enorme com Xadrez e espero que essa história conquiste e mude a vida de várias pessoas. Quem LER "Jogando xadrez com os anjos" certamente não será o mesmo.
Terceiro Book Trailer:
POEMA ESPECIAL QUE DEDICO PARA A FABIANE RIBEIRO E SUA BELA CRIAÇÃO...
P.S. É A CARA DA ANNY!


A VIDA ESTÁ NOS OLHOS

É preciso a certeza de que tudo vai mudar; 
É necessário abrir os olhos e perceber
que as coisas boas estão dentro de nós: 
onde os sentimentos não precisam 

de motivos nem os desejos de razão.

O importante é aproveitar o
momento e aprender sua duração;
Pois a vida está nos
olhos de quem sabe ver ...
Se não houve frutos,
valeu a beleza das flores.
Se não houve flores,
valeu a sombra das folhas.
Se não houve folhas,
valeu a intenção da semente.

E aí, o que acharam? Seus comentários são muito importantes para mim! Beijinhos*

13 comentários:

  1. Bom dia :)
    Eu também li este livro e me encantei *-*
    Ficou muito legal sua resenha :)
    O poema deu um toque especial também,acho que se encaixa perfeitamente na história :p

    Beijos e cuide-se

    RIMAS DO PRETO

    ResponderExcluir
  2. Resenha fabulosa, Luana! E fechou com chave de ouro com o seu poema, parabéns! A história do livro parece ser emocionante! Uma dica muito especial!
    Beijão!

    Facebook: http://www.facebook.com/alane.s.a.brito?ref=tn_tnmn
    Fan Page: http://www.facebook.com/pages/O-TRIO/245116322242230?ref=hl
    Twitter: @AlaneSABrito
    Blog: http://livrootrio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Desde que li "Corações em fase terminal" quis ler "Xadrez" também. A escrita da Fabi consegue prender o leitor até o fim. Sempre que lia resenhas de "Xadrez" ficava com mais vontade de ler e ainda fico, mas ganhei o livro em uma promoção no próprio site da Fabi e fiquei super feliz de poder conferir a estória logo ;D

    Beijos,

    Paula

    http://tri-books.com

    @Tri_Books

    ResponderExcluir
  4. Oi, Luana! Tô querendo muito ler este livro, só vejo as pessoas falando bem!
    Ainda mais agora que você disse que lembra Pollyanna.. <3
    A sinopse é excelente e adorei a nova capa!

    Beijos - Rascunhos e Borrões

    ResponderExcluir
  5. Ahhh fiquei encantada com sua resenha e seu post!!!

    Preciso ler o livro...

    parabéns por passar tanto sentimento!!!

    bjsss

    Bianca

    www.apaixonadasporlivros.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi,Lu!
    Eu já li os dois livros da Fabi e amei! Tanto Corações em Fase Terminal quanto Xadrez são magníficos. Eu adoro livros que tenham como pano de fundo a Segunda Guerra Mundial e todo o sofrimento que envolve os personagens.
    Xadrez é um livro lindo, emocionante e com uma escrita magnífica. A Fabi merece todo o sucesso do mundo! Agora espero ansiosa pelo seu próximo lançamento.
    Achei lindo o poema dedicado ao livro. Tem tudo a ver com a Anny esmo.
    Parabéns, Lu pela resenha linda!
    Bjs..
    Zilda
    Cachola Literária

    ResponderExcluir
  7. Este livro Xadrez é emoção puraaaa, forte e emocionante. :)

    ResponderExcluir
  8. Oi Luana, vim conhecer o seu cantinho e adorei sua resenha. Ainda não li este livro, mas a história parece ser linda. Já estou seguindo e agradeço seu convite lá no Skoob. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  9. Simplesmente ameeeeei a resenha! acho que só havia lido uma resenha sobre esse livro, e mesmo ela não tendo sido tão boa e detalhada como a sua eu já estava louca para ler esse livro. Imagina agora? u_u asuhduiashduiahsidhasiudiusd. Quero muito começar a ler mais livros nacionais, e acho que 'Jogando Xadrez com os Anjos' seria uma boa forma de começar :33

    Beeeeeeeeeeeeeeeijinhos e um ótimo domingo! :*
    www.linguadoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. nunca li um livro tão bom como esse, livro perfeito"!!! :)

    ResponderExcluir
  11. MARAVILHOSO E CHORÁVEL AO EXTREMO KKKK
    PENSO Q MERECIA UM CONTINUAÇÃO PRA VER COMO ANNY SE SAIRIA COM DESAFIOS DA JUVENTUDE.

    ResponderExcluir
  12. Os livros da Fabi são maravilhosos. Sem dúvida "Jogando Xadrez com os Anjos" é meu livro preferido, seguido de "A Garota Feita de Espinhos" e "Corações em Fase Terminal"... Agora estou a espera do meu mais novo tesouro "Dançando com as Borboletas" e tenho certeza que este me surpreenderá mais um vez! Beijos e amei a resenha junto com o poema, explicou muito bem a maravilhosa história do livro! <3

    ResponderExcluir
  13. Até hoje choro com esse livro <3

    ResponderExcluir

Olá!
Deixe aqui a sua opinião sobre a postagem e sobre o blog!
Peço que não usem de palavras obscenas.
Obrigada por comentar!Bom Pensamento!!!
Voltem Sempre*

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...